Sem peixe, mas com caça

Com a cheia, dois outros problemas surgiram, para mim, inusitados. O primeiro é a falta de peixes. Sim, pois com mais alimentos e mais espaço, além dos temporais que atrapalham os pescadores, a oferta diminui. E logo o peixe já se torna mais caro e raro, o que tem feito que nos últimos tempos eu tenha comido mais frango que pescado. Ruim para as “caças”, pois com o mato mais molhado, o caçador faz menos barulho e então o animal não percebe o perigo e vira refeição… mais barata do que a carne de gado, que aqui é abatido e vendido sem nenhum tipo de controle sanitário.
O outro problema da cheia é a falta de madeira. Não entendo direito, mas com as chuvas, a madeira fica “ruim”, e então não se encontra madeira em lugar nenhum para venda. Em uma região cheia de movelarias e onde as casas são todas feitas de madeira, imaginem como isto é complicado para a economia, não é mesmo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s