Aldeia Gorotire

Aldeia Gorotire
S 07º 46′ 215”
W 51º 07′ 044”
IA31aaaa

Fev 2007
Estou em Gorotire, a maior das aldeias Kayapó. Eles estão em época de festas e espero ver uma pela primeira vez. Como festa este povo. Por este dia acontecerá uma “festa das mulheres”, onde só elas cantam e dançam. Ontem haviam várias em uma coberta grande, se pintando. Elas ficam somente de calcinha, umas pintando as outras. Pintam tudo: rosto, pernas, coxas, braços, barrigas, seios e até a “nikó”… bem, acho que não preciso explicar o que é nikó, não? Elas pintam porque lá, como em todos lugares exceto a cabeça, não há pêlo algum, que elas cuidadosamente retiram com pinças. Uma das técnicas de enfermagem que está aqui contou que esta semana aconteceu um casamento coletivo, com cerca de 20 casais com cerca de 16 anos. Destes casais três moças desistiram, e nem chegaram perto do local da cerimônia. E dos rapazes, quatro fugiram na hora, deixando as “noivas” no altar. Os noivos fugiram e os guerreiros correram atrás, mas talvez, por uma cu mplicidade masculina de quem já passou por isso, nenhum foi recapturado. Falei hoje com um dos fugitivos e ele me explicou… “casar não, só bakunin”. O que é bakunin? Bem, acho que dá para entender… alto tipo… “esporte noturno”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s