Um pouquinho de Boa Vista

Estou há nove meses em Boa Vista. Alguns odeiam a cidade: “não tem nada, é longe de tudo e a família está distante”. Outros a amam: “terra de oportunidades, próximo ao Caribe e a saudade fortalece”. É terra de gente de fora. Sulistas, nordestinos, amazônidas de todos os cantos vem tentar a sorte e fazer a vida. Alguns serão eternamente turistas, pois carregam consigo o casulo de seus mundos (como diz Werner Zotz no prefácio do excelente livro Laowai da Sônia Bridi) e estranharão a amplidão do lavrado, o calor equatorial e a falta de pizza feita em forno a lenha. Outros descobrirão o banho as margens do rio Branco, a paçoca com banana e a caminhada na Praça das Águas “sem medo de ser assaltados” e não irão mais embora.

Neste tempo descobri que Boa Vista tem várias atrações fotogênicas como o mercado do produtor, diversas igrejinhas, o monumento ao garimpeiro – o homem que desbravou o estado em busca da riqueza fácil que se mostrou muito mais dura do que se poderia imaginar – a ponte dos Macuxi e o Portal do Milênio.

08 07 Boa Vista (16) 09 02 (9)

2 comentários Adicione o seu

  1. Marcelo Lopes disse:

    OLa, kerido gostei muito do site, sou de benjamin constant-am!
    gostei das materias e da forma que voce explica a cultura local, parabens.

  2. Sarlene Soares disse:

    Oi gostei do sue comentário no inicio voce demonstrou como todos que não gostou de Boa Vista, concordo em nossa city é super quente, mas depois que beber da água do Rio branco já era. não se volta mas de Roraima .

    Bem vindo a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s