Mais dos botos de Novo Airão

E vou ser sincero, fui enfeitiçado. Não sei se é “ambientalmente correto”, mas… é tudo de bom. Eles são realmente dóceis e se aproximam com facilidade. Na verdade não são tão desinteressados, pois a melhor forma de atrai-los é com um bom punhado de peixe, mas uma vez que o cheiro do peixe cai no rio, lá vem. Um, dois, três, quatro… contei até sete botos. E se você entra com o peixe dentro do rio eles vem “abraçá-lo” gentilmente, pedindo o peixe. O problema é que, embora gentis conosco, não são assim com os irmãos de espécie, e então, como dois botos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço, um pula por cima do outro, da focinhada e até morde, na tentativa de deixar claro que “este peixe é meu”.

IMG_0539

Exceto por esta briga entre irmãos, que é possível de ser administrada com um bom estoque de peixes, a alegria é contagiante. A gente se sente meio Namor, Aquamen, Netuno ou qualquer uma destas criaturas meio humanas, meio aquáticas que habitam nosso imaginário. Com uma máscara você pode mergulhar abraçado a eles, com um peixe bem acima da linha d’água eles chegam a colocar as barbatanas de fora. E com um pouco de paciência, logo você tem fotos de toda família… pois cada boto já foi batizado e tem seu nome próprio, podendo ser identificado por diferentes sinais como um bico torto ou manchas na face.

IMG_0269 

Novo Airão, guardem este nome. Não dá vontade de ir embora. A sensação de integração a natureza é única. A plenitude maior ainda. Posso ter abraçado um boto, mas com certeza fui abraçado por Deus.

IMG_0565

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. Alta, ficou com medo não?
    Eu fiquei por você.
    Adorei revê-lo e mais uma vez aprender um pouquinho com você.
    Te adoro cada dia mais e mais.
    Beijão
    Fernanda Nooeeelllll (lembra?)

  2. Santiago disse:

    Fala primo!!
    Sensacional o blog!!!

    Abração!!

  3. Angela Ursa disse:

    Olá, Altamiro! Adorei seu tópico sobre os botos. Coloquei parte do seu relato com o respectivo link e uma foto no meu blog.
    Eu adoro botos e golfinhos :)) Abraços floridos da Angela Ursa

  4. Alice disse:

    é, aqui é assim mesmo… Que bom que gostastes ; )

  5. So agora eu vi essa postagem, cara tu teve um privilegio incrivel. Quando fui em Novo Airão infelizmente não era mais permitido nadar com os botos.

    Parabens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s