Impressões da Cachoeira do Teotônio

Como um é pouco e dois é bom, não são apenas as corredeiras de Santo Antônio que vão submergir. Rio acima se encontram as Corredeiras do Teotônio, também fadadas a permanecer apenas na memória dos mais velhos. Como a usina ainda não engoliu o Teotônio, pude desfrutar de uma tarde preguiçosa a beira-rio. Para os moradores que vivem do peixe – da venda do pescado e dos turistas que vem pescar e comer – o futuro é uma incógnita.

 IMG_4178

IMG_4172

Uma nova vila foi construída pela empreiteira responsável pela usina, com tudo novo: casas, comércio, igreja, associação de moradores. Tudo padrão, tudo igual, sem a personalidade das casas-bares de palafita a beira-rio.

IMG_4256 Casa nova, mais bonita, mas sem alma.

IMG_4246 E o privilégio de ser vizinho do rio??

IMG_4224 A lancha Escolar leva as crianças para escola diariamente.

Pergunto se vai ser melhor a senhora que me serve um Guaraná Dydyo (sim, Rondônia tem sua marca de refrigerante local, com os sabores guaraná, cola, laranja, limão, uva e… framboesa!!!)
– Tem que ser… Não temos outra opção – disse com um muxoxo. O que vai ser dos peixes ninguém sabe. As casas são mais bonitas e confortáveis, mas é aqui que a gente cresceu e vai ser triste ver tudo embaixo da água.
E peixe não deve faltar mesmo, pois logo a seguir chega um rapaz encomendando 150 kg de peixe para depois de dois dias. Haja pescaria!

10 07 RO (123)

Trinta-réis grande. Ele vê o horizonte. Poderá ver o futuro?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s