Pousada dos Chapuris – Hospedagem e História

O tempo da seringa já se foi, mas as histórias permanecem. João e Nilce Mendes sabem contá-las. Seu João, bancário aposentado “foi na onda” da esposa e quando percebeu já tinha uma pousada. Hoje a Pousada dos Chapuris vira pouco a pouco um museu. Recortes de jornais e revistas ilustram as paredes , antigas máquinas de costura, juntam retalhos do passado, um gramofone ainda toca eternos sucessos de muitos discões de vinil. Os movéis do tempo da prosperidade local vieram de todo o mundo: um enorme cofre inglês para o dinheiro da borracha, penteadeiras para as moças de família, cadeiras refinadas para reuniões de negócios e, o favorito do Seu João, um conjunto de barbeiro autenticamente centenário: “era num destes que eu cortava o cabelo” – conta ele feliz mostrando o bom estado da cadeira.

10 08 Acre (132)  10 08 Acre (127)

1 comentário Adicione o seu

  1. Denise Guerra disse:

    Nossa que legal!!! parece que voltamos no túnel do tempo porque além de antigos os móveis estão bem conservados. Parabéns amigo por ser um cronista do tempo e do espaço do verde deste país. Obrigada pela visitinha ao meu blog Coloquei um poema VER DE VERDE depois que vc passou por lá, a foto não é dos meus olhos mas, os meus são verdes como os da foto. Bjs!

Deixe uma resposta para Denise Guerra Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s