Festa na Aldeia Maturuca

Ônibus e vans não param de chegar. A aldeia Maturuca está cheia de parentes que se acomodam em pequenas malocas (que no sul poderíamos chamar de quiosques) onde atam redes coloridas e crianças brincam sem preocupação. Atendi um bebê de dois meses febril. Mesmo tão pequeno havia viajado cinco horas na caçamba de um caminhão – impossível estar bom.

IMG_1872

 

OBS: Este post faz parte do texto integral das Impressões Amazônicas 64

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s