O dia que o escorpião subiu no meu ombro

11 01 Sama (257) Não sei o que assusta mais… o escorpião ou a minha cara…

Trabalhar em área indígena nos faz conhecer figuras únicas. Uma delas é Zé Carlos, técnico de laboratório goiano, cheio de causos, marra e simpatia. Cara gente boa sempre disposto a uma boa prosa e a mostrar que entende de mato.

11 01 Sama (149)

E na aldeia Samã ele mostrou que não tem medo de escorpião. Pega o bichão, tira o ferrão e pronto. Fica inofensivo.

Veja lá as fotos, o escorpião está vivo, só não tem ferrão. De outra forma eu não teria coragem.

11 01 Sama (152)

2 comentários Adicione o seu

  1. mar disse:

    AMigo, se tirar o acúleo do bicho ele vai sobreviver como? Ele precisa inocular o veneno nos insetos de que se alimenta. Bj

  2. Altamiro: Você é umn camarada de sorte. Tem um Zé Carlos para retirar o agulhão que o ferrão do escorpião e deppois o coloca, inofensivo, em sua mão. EU SOU MAIS SORTUDO, todavia. Deus não deixa que essas pequeninas fersa se e[aproximem de mim e eu acho isso fantástico. Lonmge de mim, com ou sem ferrão,é bem melhor, falar de escorpiões. Deus me livre deles como tem me livrado atéhoje. Amém!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s