Aldeia Sapan (da língua Macuxi: Ksaban xpin = areia branca)

N 04 34 30.8
W 060 44 30.0

Assim que pousamos desce uma chuva que transforma o chão em uma liga grudenta que logo dá a sensação de carregarmos quilos em cada pé. As crianças correm descalças entre nós, formando minhocas de lama entre os dedos a cada passo. Um menino, o menorzinho, cai de bunda no chão e suja a roupa limpa. O pai o ajuda a se levantar, tira sua calça e sem alterar o tom de voz diz: “não vai mais por ali que cai”. O menino, sorrindo, vai brincar do outro lado. Sem nossa preocupação, sem nosso estresse. Simples assim. E eles não tem máquina de lavar nem mesmo água encanada.

10 03 Sapã (86) Esta é a fera que caiu no chão… Bochechas irresistíveis!

 

Este post faz parte das Impressões Integrais 77

2 comentários Adicione o seu

  1. Andréa Pol Balloussier disse:

    Muito bom, pq penso que a Felicidade não é ter, é SER!!!

    Abs

  2. Toda criança, por si já é uma coiosa extraordinária, mas a criança indígena tem algo mais, uma aura de naturalidade, de terra, de liberdade, que sobressai dentre outras expressões. Obrigado, Altamiro, por essa imagem. Abraços do Deusarino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s