O enorme malocão da Serra do Sol

E vem as compensações… Ontem meu final de tarde foi dentro da melhor hidromassagem natural que já experimentei, formada pelas diversas quedas que o rio forma por trás da aldeia. A noite o pio da coruja, mau agouro para uns, não consegue antecipar quão boa seria a manhã de hoje.

Foi manhã de acordar preguiçoso, ouvindo o barulho da chuva. Hoje é dia de reunião e seguimos cedo para o malocão. Obra de arquitetura e tanto. Da estrutura central, sustentada por dois grandes troncos pendem 66 toras que apoiam o teto que abriga sem aperto mais de 300 pessoas. O grande malocão, que retirou a proteção de parte da floresta, agora oferece proteção espiritual e física a este povo. Oásis de frescor em meio ao calor equatorial. Espaçoso. Amplo. Fresco. Vale de paz.

IMG_6117

 

Este post faz parte das Impressões Integrais 77

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s