Nomes diferentes… e conversa com as crianças

As crianças cercam o barco, depois cercam a carga, depois cercam você. Curiosos, você se torna atração turística para eles. Algumas crianças, poucas vezes viram alguém de fora, então cada visita é uma novidade. Sorriem, conversam, falam, mesmo que você não entenda nada. Perguntam seu nome. Perguntam de novo. Perguntam mais uma vez. Os nomes deles, não contam. Tem medo de falar alto e um espírito levar o nome – que está junto da alma. Para nossa mania de dar nome a tudo, usam “nomes fantasia”, que servem para saciar nossa curiosidade, mas que não tem o perigo de sumir junto com a alma. Atendo o Sabonete. Depois atendo a Alfacia, Lamparina, Boneca. Escolhem o nome pela sonoridade, e não pelo significado – que desconhecem. Lembro que já atendi o Cudeanta e a Euteamo. Sim, acreditem, são nomes.

DSC03841

Est post faz parte do texto integral das Impressões Amazônicas 84

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s