Espiral de pedra…

Deito minha cabeça no centro do espiral, cavado há séculos de distância de mim. O rio canta, acompanhado do vento. De olhos fechados me transporto no tempo e sou eu raspando a pedra… raspando… raspando… Já não sei se o homem dominou a pedra, mas eu me sinto dominado, inquieto, em busca de um significado maior para o que vejo e não consigo decifrar. A serra tem muitos mistérios.

12 08 Flexal (349)

Este post faz parte das Impressões Integrais 87

2 comentários Adicione o seu

  1. mar disse:

    Um dia tb quero ir fazer esta viagem.

  2. DEUSARINO DE MELO disse:

    Bom conhecer este teu lado místico…
    Não poderia ser diferente.
    Aproveito a ocasião para pedir que me envies como anexo de e-mail as fotods tiradas aqui em casa quando de tua visita a Fortaleza, pelo que antecipadamente agradeço. Abraços do Deusarino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s