Encruzilhada da história

Na encruzilhada de sua própria história encontro rezadores e um velho pajé, mas não há parteiras – crianças nascem em Boa Vista, 140km distante. Velhos hábitos vão ficando para trás, como imagens desbotadas da memória. O próprio nome da comunidade, Guariba – macaco também conhecido como bugio ou roncador -, revela um passado distante.
– Aqui não tem mais guariba não – diz a professora Eleniza, 34 anos, antes de completar com um olhar distante, talvez em busca da aldeia da infância. – Eu lembro que escutava os roncos dos macacos quando era nova. Mas agora não tem mais não.

IMG_0127 A aldeia ainda tem o seu vaqueiro.

Este post é parte das Impressões Integrais 89

1 comentário Adicione o seu

  1. É, Altamiro, o tempo dos guaribas é passado… Mas eles existiram e muitas pessoas os conheceram. Assimn, também muiras outras coisas passaram… E outras irão passar… E a vida continua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s