Como os curumins aprendem arco e flecha

Estamos na Aldeia Santa Maria. Este é o filho de nosso agente de saúde, em sua folga após a escola e antes do almoço. Para fazer uma boquinha, nada como treinar arco e flecha com alvo apetitoso. E viva o caju! Não é fraco não!!

Depois do piseiro.. hora do banho.

Depois do piseiro nada melhor do que um bom banho. E ainda melhor se for de choveiro sob a luz do luar. Este post faz parte das Impressões Integrais 73

Tomando pajuaru em Santa Maria

Noite. Estamos jantando quando o tuchaua vem nos convidar para o piseiro. O problema é que o forró vai acontecer exatamente atrás de nossas redes e barracas, assim não há como dizer não. Mesmo sem dançar não há como dormir ou conversar, então o jeito é ir pelo menos assistir. E se divertir. A cuia…

Futebol na maloca

Como eu disse, futebol mobiliza multidões. Entre os indígenas isto não é diferente. Tarde de sábado. Ainda sob o sol quente começam a chegar os guerreiros de Santa Liberdade. Pedalaram duas horas sob o inclemente calor equatorial para a revanche contra o time local de Santa Maria, onde estou atendendo. As consultas são interrompidas. Toda…