Nem tudo são flores por aqui

Infelizmente, nem tudo é fácil. Tempestades amazônicas atrasam bastante o curso, além de impedir a vinda de alguns participantes. Um chefe chega de galocha. Outros que vem de uma comunidade indígena próxima, Filadélfia, tem que contornar um rio, transformando uma linha reta de vinte minutos em uma odisseia de mais de uma hora. Outros nem…

Comércio em Benjamin Constant

Logo chegamos em Benjamin Constant. As bambolejantes passarelas parecem nos transportar. Emergimos da paz do rio grande e sereno para mergulhar na agitação da cidade. Cada loja expõe no menos espaço possível o maior número de roupas, bonés, brinquedos e refrigerantes multicoloridos, que formam padrões tão únicos quanto o de caleidoscópios. Roncos de motos, forró…

Impressões Amazônicas 94 – O começo da viagem

Eis que não há nada mais abaixo de nós além da imensidão verde. Mais verde. Mais e mais verde. Por muito tempo voamos sobre um mundo em que o verde só é interrompido pelos riscos castanhos dos rios. A imagem impressiona minha retina e me percebo pensando na grandeza da Amazônia, quando de repente percebo…

Viva Cuba! Libre!

Outro hábito que percebi que é curioso é um hábito etílico. Talvez tenha custado a me dar conta porque, como sabem, eu quase não bebo nada. Acontece que em São Paulo de Olivença também tinha isto e fiquei pensando que é algo cultural. Depois da cerveja, que é a primeira pedida em todo território nacional,…

Soldados da borracha

Adoro quando recebo comentários dos amigos a respeito dos textos. A Iracema e o Maurício lembram que estas palavras que comentei no último IA são todas originárias do Nordeste: mangar, inxirido, macaxeira, jerimum… Acho que é uma influência dos soldados da borracha, alguns dos importantes colonizadores da região. Para quem não lembra – acho que…

Mais da comida

O mais marcante mesmo aqui por enquanto são as comidas, então volto pro tema. Os peixes de água doce daqui são completamente diferentes dos do Sul, pois não tem gosto de terra. É tudo muito bom. Espero na próxima semana ir a Islandia comer ceviche, que é o peixe cru peruano… aliás… vai ser o…