De barquinho na floresta…

Mas não pense que você já chegou. De lá você ainda tem que caminhar até as aldeias que são atendidas pelo pólo. São horas de trilhas na mata ou de barco por um rio traiçoeiro, onde várias vezes você deve esvaziar todo o barco, ultrapassar uma cachoeira com a carga enquanto assiste – e torce…