Impressões Amazônicas 94 – O começo da viagem

Eis que não há nada mais abaixo de nós além da imensidão verde. Mais verde. Mais e mais verde. Por muito tempo voamos sobre um mundo em que o verde só é interrompido pelos riscos castanhos dos rios. A imagem impressiona minha retina e me percebo pensando na grandeza da Amazônia, quando de repente percebo…

De barquinho na floresta…

Mas não pense que você já chegou. De lá você ainda tem que caminhar até as aldeias que são atendidas pelo pólo. São horas de trilhas na mata ou de barco por um rio traiçoeiro, onde várias vezes você deve esvaziar todo o barco, ultrapassar uma cachoeira com a carga enquanto assiste – e torce…

Mais histórias de Koch-Grunberg 2

“À noite, um quadro idílico: estou sentado à minha “escrivaninha”. Ao meu lado, agachada, a mulherzinha seminua costura sua saia de chita enquanto canta melodias de Natal alemãs com texto m Makushí. Na rede, junto ao fogo, descansa a dama de honra, a criança índia nua, e, ao fundo, Schmidt, sentado num banquinho, tira seus…

Viva as florestas vivas! O impacto de uma árvore gigante

Hoje é dia de Marcha pelas Florestas. Que em todo o Brasil se multipliquem as vozes que defendem um país mais verde, mais sustentável e equilibrado. Celebro com uma foto no pé de uma grande samaúma, na aldeia Samã. Olhem como eu fico pequenino na base desta gigante, que não é nem das maiores. E…

Voando de madrugada

Madrugada Chaparral acorda antes do dia. Quatro da manhã o posto já está agitado. As cinco e quinze o motor ronca, chamando os pacientes que nos acompanham: um rapaz que lacerou o olho e um bebê que nasceu com malformação. Todos já deveriam estar na cidade desde ontem. Agora pelo menos chegaremos o mais cedo…

Pouso arriscado…

Pousamos em Tucuxi, fazemos mais rescisões e seguimos rumo a Boa Vista. Aquilo lá no fundo… é a pista… Este post faz parte das Impressões Integrais 75

A realidade sobre Roraima… É pura balela a “carta da doutoranda”…

Amigos, Há algum tempo recebi do meu amigo Parrudinho uma mensagem com o título: “Carta de um Engenheiro”, que teoricamente queria esclarecer a verdade sobre a situação do suposto domínio americano em Roraima. Ele queria saber da veracidade da notícia. Depois, preocupados vários amigos me enviaram a mensagem, dentre eles meu irmão Arnaldo e minha…