Alta´s Impressões 104 – da Guyana

– Vamos à Guiana? Ao escutar este convite a maior parte dos roraimenses logo pensa em compras, e nada além disso. Lethem, cidade guianense que faz fronteira com a pequena e brasileira Bonfim é conhecida por suas amplas lojas/galpões, onde você encontra os mais diversos produtos, de pneus a lanternas, de bolsas a botes infláveis….

Chegando em Lethem

Muita gente não gosta de andar em Lethem. Acham que parece uma cidade abandonada de velho oeste. Eu não gosto das compras… mas adoro Lethem. Adoro os velhos caminhões, os refrigerantes esquisitos, a mão inglesa, o inglês de boca fechada, as indianas, a mesquita. Tudo é diferente e, como tal, me fascina. Loja por fora……

impressões do que provei… Soca Gengibre

Decididamente não é uma bebida para fracos. Não tem nada a ver com álcool, até porque é um refrigerante, mas… tem que ser forte e corajoso para virar um copão de Soca Gengibre bem gelada. O refrigerante, produzido na Guyana, desce e a parte de trás da língua esquenta, depois o céu da boca e…

Hotéis em Lethem – Guyana

Várias pessoas escrevem perguntando o telefone de hotéis em Lethem, na Guyana. Na minha última ida para lá, em abril, fotografei alguns hotéis e espero que seja útil para quem quiser conhecer a cidade. Savannah Inn Hotel and Restaurante Tel # 592 772-2035 http://www.savannahguyana.com   Takutu Hotel Tel # 592 772-2034

Novidades de Lethem

Engraçado. A gente vai a um lugar mais de uma vez e mesmo assim se temos os olhos abertos conseguimos sempre enxergar alguma novidade. Em Lethem não precisamos de olhos tão abertos para ver que ocorreram mudanças logo após a inauguração da ponte que liga a Guyana ao Brasil. Estive lá no dia da inauguração…

Speedway Rural, Refrigerante de banana… Isto é Guyana!

As atrações se alternavam e do lado de fora ainda acontecia corrida de speedway rural. Os cavaleiros, muitos deles adolescentes descalços, se empenhavam em vencer a prova, classificatória para a grande final. Como não havia pista claramente definida, haviam dois grandes desafios: ganhar e não atropelar a platéia, espalhada ao redor da pista. O vencedor…

Os Bedford da Guyana

Aliás, os caminhões e pick-ups guyanenses são uma atração a parte. São muito velhos, mas bem conservados. Acho que com meu carrinho modesto, era o único que não tinha potencia e motor 4×4 e me senti até como um dentista ao lembrar de um adesivo que vi muitas vezes em pick-ups no Brasil “quem gosta…

Os cavalos de Roraima

Os cavalos me pareceram meio “xinfrins”. Magrelos, agitados, me parecia meio refugo de rodeio americano, até que descobri: são legítimos lavradeiros, os cavalos literalmente “selvagens” das Guyanas e Roraima, capturados exclusivamente para o rodeio. Por isso são bravos, irritadiços, pois não estão habituados ao laço e ao peso de um cavaleiro. Publico dos dois lados…