A senhora da balança

Voltando resolvo me pesar novamente. A senhora me reconhece e sorri de longe. Faço que vou lhe pagar e não aceita. Insisto muito até que aceite. Sorri mais ainda. Feliz. Sua boca não tem dentes, mas ilumina toda a rua. Gente boa, até pose ela fez!   A única mulher que eu abracei na Índia……