Pajé Zé Rodrigues

Chapéu de cowboy, cordão do Flamengo e fone de ouvido. Rosto moreno, queimado de sol, enfeitado pelo riso fácil e pela gentileza. Assim é o pajé Zé Rodrigues, que veio para livrar a região do Canaimé. Tomara que dê certo. Enquanto esperamos o resultado, vendo uma criança com vômitos que eu estava atendendo, ele já…

O Canaimé assombra o lavrado

O canaimé assombra o lavrado. Se esconde atrás das moitas de caimbé, atravessa da Guyana mítica, onde o vizinho é o estranho e diferente – por isso ameaçador. Invade cada comunidade, e se marca alguém, que este se prepare. Chame pajés, peça a benção do padre, se concilie com a morte, que provavelmente não será…

Causas de óbitos entre os pequenos

Isso me lembra que mais da metade dos óbitos infantis que investigamos tem como causa identificada pelos pais as “doenças tradicionais”. Embora entre adultos o canaimé seja normalmente o envolvido, especialmente associado a vingança, entre crianças pequenas é mais comum a responsabilidade ser da “mãe-do-campo” por quebras do resguardo, tanto da mãe, quanto do pai,…

Atendimento na aldeia do Tuchaua Pajé

O tuchaua também é pajé. Pergunto como começou no ramo e ele me explica que desde criança tem dois companheiros que estão sempre com ele e lhe orientam o que fazer e lhe ensinaram sobre as ervas, benzeduras e tratamentos espirituais. Queria ter tempo para aprender mais. Fila do flúor. Dentista Brainner trabalhando Este post…

Presente de aniversário: 42 anos não se completam todo dia

Há algum tempo atrás criei alguns personagens: Japinha e Curumim são dois meninos que vivem as suas aventuras entre a cidade e a aldeia. O pai do Japinha é um fotógrafo que usa trancinha. Eu escrevo e o meu irmão Beto (afinal, é mais que amigo) desenha. Aí ele criou esta tirinha como presente de…

A mulher que morreu na aldeia.

Hoje levei um grande susto. Havia atendido uma senhora com dor de garganta e prescrito alguns remédios simples. Eis que após o almoço chega o marido dela e diz: ela morreu! Peguei minhas coisas e corri para casa dela onde a encontrei simplesmente desmaiada. Para morte eles usam o termo em kaiapó, e “morrer” é…

Crianças Yanomami no Hospital… impressões tristes…

As vezes quando estou na unidade semi-intensiva com algum Yanomami meu pensamento viaja e fico imaginando que mundo é este, em que vivemos, aos olhos deles. Lembrem que muitos vivem em um mundo onde não há veículos, os sons são os da floresta e dos cânticos nos dias de festa e a luz se acaba…

Doença de Índio, doença de branco

As doenças como em todo consultório médico, se repetem. Crianças têm infecções de pele (muito), febre, dor de ouvido, bronquite (asma), diarréia, verminose, vômitos e… queixa universal, estão “iiiiiiiire! Kupran ket!” ou seja… “maaaaaagras! Não comem nada!” Adultos tem dor nas costas e musculares de modo geral, problema de vesícula, gastrite, fraqueza. Os Kaiapó são…

Pajé remunerado

O pajé com quem conversei não foi como o de Moikarakô, última aldeia onde havia estado. Lá o pajé me pediu ajuda para conseguir um salário para os pajés. Ele me disse que, como eles trabalham muito precisam receber bem, mas que para ele dez mil reais seriam suficiente. Imagine só… Ele explicou que dá…

Histórias de pajés

Conversei também com um dos pajés, muito simpático. Ele havia acabado de realizar uma prática que ainda não tinha assistido. Ele esfrega dentes de traíra nos braços de meninos pré-adolescentes, formando riscos longitudinais. Estes riscos cicatrizam e formam traços nos braços, como tatuagens em relevo. Enquanto não cicatrizam, as feridas ficam sangrando. Aliás, eu vi…