Pajé Zé Rodrigues

Chapéu de cowboy, cordão do Flamengo e fone de ouvido. Rosto moreno, queimado de sol, enfeitado pelo riso fácil e pela gentileza. Assim é o pajé Zé Rodrigues, que veio para livrar a região do Canaimé. Tomara que dê certo. Enquanto esperamos o resultado, vendo uma criança com vômitos que eu estava atendendo, ele já…

A fé e a Lua

Fico imaginando a força da fé. O exemplo vivo de desprendimento que vem do Cristo e que se repete nos padres, vindos da África, de tão longe em busca de sua missão de vida. Paro para pensar qual é a minha missão e porque eu também estou no lavrado. Porque cada um de nós está…

Esperando a Cruz Peregrina

Crianças pulam e brincam até serem reconduzidas a seriedade por um adulto mais carrancudo. O sol que ilumina as cruzes e toda a gente, indiferente a qualquer boa intenção, não dá descanso. “Uma sombra”, “um pouco de água”, “aquieta menino”, talvez sejam os desejos mais frequentes. Talvez não. Povo de pele curtida, habituada ao quente,…

Lá vem a Santa Cruz Peregrina

– Doutor, lá vem a Santa Cruz Peregrina! Em cada aldeia, a Peregrina chega e a comunidade sai para recebê-la. A entrada da aldeia está repleta de gente. Cruzes miúdas enfeitam pescoços, outras maiores ocupam as mãos de quem até bem pouco segurava estilingues e as grandes indicam bênçãos recebidas – ou promessas sendo quitadas….

Começo a postagem das Impressões Amazônicas 91

ALDEIA PEDRA BRANCA Viajar nos faz presenciar cenas que custamos a acreditar que não saíram somente de nossa imaginação. Esta história aconteceu na Aldeia Pedra Branca, e junta missionários africanos, indígenas brasileiros, uma cruz desmontável, peregrinação de carro, fantasmas e muita fé. Este post faz parte das Impressões Integrais 91

Roraima ainda tem índios isolados

Funai restringe ingresso em nova área de índios isolados em Roraima 28 de dezembro de 2012 – Jaime de Agostinho Portaria da Fundação Nacional do Índio (Funai), publicada nesta quarta-feira (26), no Diário Oficial da União, restringe o direito de ingresso, locomoção e permanência de pessoas estranhas aos quadros da Funai, em uma área de…

O novo ou o velho? Integrar ou desintegrar?

O novo ou o velho? Integrar ou desintegrar? Se encontrar ou se perder? Sejam vem vindos! Kawmen manawyn iwatir! – saúda um cartaz na entrada da escola, primeiro e com letras maiores em português. Parece que as escolhas já estão sendo feitas. Este post é parte das Impressões Integrais 89

Encruzilhada da história

Na encruzilhada de sua própria história encontro rezadores e um velho pajé, mas não há parteiras – crianças nascem em Boa Vista, 140km distante. Velhos hábitos vão ficando para trás, como imagens desbotadas da memória. O próprio nome da comunidade, Guariba – macaco também conhecido como bugio ou roncador -, revela um passado distante. –…

Encruzilhadas de energia chegam as aldeias de RR

Aldeia Guariba – Município de Amajari Os postes, recém-instalados, acabam diante da Escola Tuchaua Manuel Horácio. Levam, ao mesmo tempo, energia e promessas – encruzilhada entre o hoje e o futuro para as cerca de 300 pessoas da comunidade. Este post é parte das Impressões Integrais 89

Seu Augustinho, o pajé que sabe das coisas

Município: Normandia – Aldeia: Camará Sempre me perguntam sobre os problemas de saúde que atendo. Um dos mais frequentes – e difíceis de tratar – são as gastrites, que encontro em toda aldeia. Embora tenha medicação de qualidade disponível, como mudar os hábitos culturais de alguém? Em nossa sociedade o diagnóstico de gastrite já implica…