Grafitando a cadeira da escola na aldeia

É itnteressante como os referenciais são diferentes, mas os comportamentos das crianças são os mesmos. Encontrei esta cadeira “grafitada” em uma escola na comunidade Caraparu IV, dos Macuxi. Grafitar um tamanduá, só mesmo em área indígena. E ficou bem legal!

Mulher sofre… e trabalha

Não é a toa que atendo tanta mulher reclamando de dor nas costas na aldeia. Você aguentaria um peso destes? E ainda falando oba!!! Fotos da Aldeia Flexal

Assombração… A noite sempre assusta

Sem o barulho da cidade, a noite é muito mais barulhenta do que eu imaginava. Grilo, chuva, sapos. Um morcego passa voando, balançando as asas perto da barraca. Um pássaro canta ao longe. De repente passos. Passos? Aqui não é para ter ninguém. Agradeço o banquinho que bloqueia a porta. Desligo a lanterna para prestar…

Noite na Aldeia Caraparu

Aldeia Caraparu Tá escuro lá fora. Aqui um grilo me acompanha fazendo a primeira voz enquanto a chuva fina faz o coro de fundo. Estou dormindo no posto de saúde, enquanto o restante da equipe está na “casa de apoio”, cerca de 300 metros de distância. Acho que quando eu era criança se me falassem…

Viagem de retorno turbulenta

Hora de ir embora. Espalho o protetor solar, tiro o boné da mochila e… o pastor nos oferece uma carona. Somos cinco além dele. O carro é um velho Fiat Uno. As pirambeiras me fazem pensar em uma montanha russa. Chega a rampa mais alta, acho que não vai conseguir. Motor 1.0. Carro pesado. O…

Emergência na Aldeia Flexal

Aldeia Flexal – Aqui começa esta história. – Doutor, acabaram de me avisar que uma gestante perdeu o bebê de madrugada, na comunidade Santa Luzia. São quase onze da manhã, mas não podemos perder tempo, temos que ver como está esta mãe. Embora eu seja pediatra, em área indígena a gente tem que se virar,…

Vida dura na maloca

A vida na maloca sempre é dura para as mulheres. Vejam o tamanho do jamaxi, que vai voltar cheio de lenha ou de mandioca…

Flashs do Forró – E tome caxiri!

Minha grande amiga Valentina enviou um comentário que partilho aqui com os amigos, pois tem tudo a ver com estas fotos: “””Muito legal. Parece que estou aí no piseiro. Vamos relembrar um pequeno trecho da regravação do forró de autoria do compositor indígena Jean Carlos que na voz do cantor “Zerbine Araújo e Banda Paçoquinha…

E até eu fui parar no piseiro…

22:15h – Doutor, vamos lá! Não tem jeito. O agente não quer que eu durma. Vou fazer a social e assistir o forró. A super-lua acaba de nascer e apaga definitivamente as estrelas, iluminando a noite. A cuia de caxiri ficou pequena e agora me oferecem uma super-cuia, tão grande quanto a lua. O forró…

Fim de festa… ou ainda não?

21:20h Eu pensava que a festa iria durar a noite toda, mas a energia acaba – acho que o diesel do gerador acabou. A noite vai ser mais tranquila do que imaginava. Sem as luzes o céu logo acende seu pisca-pisca de estrelas que ilumina o coro de sapos e grilos. 21:40h Já estou na…