Voando de madrugada

Madrugada Chaparral acorda antes do dia. Quatro da manhã o posto já está agitado. As cinco e quinze o motor ronca, chamando os pacientes que nos acompanham: um rapaz que lacerou o olho e um bebê que nasceu com malformação. Todos já deveriam estar na cidade desde ontem. Agora pelo menos chegaremos o mais cedo…